sábado, 29 de janeiro de 2011

" Boca sorridente"



Envolta dessa boca sorridente existem várias bocas que ficam felizes, algumas vezes tristes , até espantadas , mas sempre estão presentes torcendo pelo seu ídolo.


2a. Edição Colagem
Tema; Boca
imagem de colagem de minha autoria

"Minhas férias e seus lindos momentos"

Curtir as férias em uma cidade tranquila com lindos campos para passear e andar de bicicleta é muito gostoso.  Sentimos uma sensação de felicidade, liberdade e renovamos as nossas energias.

Elas ficam mais completas quando chega o final de semana e o namorado vem passar esses dias com você.  Que momentos incríveis e que longos passeios de bicicleta a dois pelos lindos campos. Pena que passa tão rápido e mais um pouquinho ele já tem que ir embora.

Parece até que o tempo adivinha  que vem logo a chuva para regar os verdes campos e acalmar o vazio que ficou no ar. A bicicleta descansa protegida na varanda depois de passar  todos esses dias pedalando sem parar.

Chega no dia seguinte o sol aparece para tentar tirar você da solidão, mas não consegue. São momentos que precisamos ficar sozinhos recordando as  emoções vividas e sonhando com a chegada do próximo final de semana.

RSantos

2a. Edição Passatempo


Tema: Férias, namorado, campo, solidão

Imagens NET

" Um momento de tristeza"


Chego aflito ao hospital para encontrar o meu amor em tão grande desespero que, ao me ver, corre para os meus  braços aos prantos não conseguindo uma palavra sequer falar.

Totalmente descontrolada começa a gritar tamanha é sua angústia  o que me faz olhar bem firme para ela e dizer em voz alta: 
- Eu não consigo te ver chorar, portanto, acabe com suas lágrimas e escute.  Foi melhor assim para todos e agora não tem mais nada a fazer do que se acalmar.
- Pedro o meu irmãozinho se foi para sempre e nunca mais vou poder vê-lo, disse Sonia aos prantos.

Sonia estava tão indefesa, triste e chocada por esta tão grande perda que abracei-a e disse tentando consolá-la:
- Foi melhor assim, pois o seu estado era gravíssimo, e os médicos já haviam avisado que as chances dele sobreviver eram remotas e caso contrário ficaria numa cama vegetando e essa situação traria sofrimento para todos.

Seu irmão era um rapaz forte e sempre ativo e como gostava de aventuras, de esportes radicais. Viver correndo e com a adrenalina pulsando nas veias era um prazer que não dispensava e adorava aquela moto. Quis o destino que fosse vítima desse acidente monstruoso que acabou tirando sua vida ainda tão jovem.

Sabia sim que o meu carinho e sentimento por ela era  grande e sofria muito de vê-la assim, mas não podia demonstrar. Dei um beijo carinhoso em sua testa, segurei no seu queixo puxando ela para que me olhasse bem nos olhos e então falei:
- Meu amor seque suas lágrimas e respire fundo, pois tens que ter forças para confortar os seus pais, os seus familiares. Eles vão precisar muito de você e tenha certeza que não estarás sozinha porque estarei aqui sempre ao seu lado.

Era um momento de luto na família, mas o tempo se encarregaria de cicatrizar essa ferida e ela podia ter a certeza que sempre estaria do seu lado em todos os momentos de sua vida.
RSantos
3a. Edição Dialogue
Tema: Luto / Morte na família

Imagens retiradas da Net

" Querido Diário - 3º Dia "

Rio, 29 de janeiro de 2011

Que bom estar aqui continuando a escrever neste meu Querido Diário e como estou precisando desabafar. 

Hoje amanheci me sentindo triste, carente, com saudades de meu irmão  que há tanto tempo não o vejo. Ele mora em Curitiba e pode até não parecer distante para alguns, mas para mim  é como se ele estivesse do outro lado do mundo.

Sendo aviador está sempre viajando quase não parando em casa. Como ele mesmo diz "quando fico em terra me sinto mareado". Este ano nem nas festas de fim de ano conseguimos nos encontrar. Tentei algumas vezes falar com ele no skype, mas nunca que está disponível. Celular, email é perda de tempo que não está nem aí.

Acho meu querido diário que vou escrever uma carta para ele. O que você acha? Para matar as saudades temos que usar todas as armas que temos e já que a tecnologia não está chegando a ele tenho certeza que a carta vai chegar e ficar quietinha lá na caixinha do correio esperando por ele.

Poxa como foi bom conversar com você porque acabei achando uma solução para matar as minhas saudades e mandar notícias para meu maninho querido.

Sei que essa saudade aumentou depois que fiquei sabendo pela minha irmã que talvez o meu sobrinho vá morar na Colômbia, pois surgiu uma vaga na empresa que trabalha. Claro que os jovens têm que aproveitar as oportunidades que aparecem para o seu crescimento profissional,mas será mais um parente distante e haja coração para aguentar tanta saudade.

Temos tantas ferramentas para nos comunicar,mas nada que substitua aquele beijo carinhoso, o calor de um abraço, o seu cheirinho, um afago, a troca de olhares, de sorrisos efim estar bem pertinho de quem se ama é um momento muito especial.

Agora já estou me sentindo melhorzinha e vou continuar a preparar as minhas participações no projeto que como sempre deixo para revisar na última hora.

Estou terminando por aqui e logo estarei de volta para mais um bate papo.

Bye bye !!!!

Beijocas mil!!!!!!

Fuiiiii...... te adoro !!!!!



 3a. Edição Querido Diário
Tema: Parente Distante


* As edições anteriores poderão ser acompanhadas  AQUI *
(guia "Querido Diário" na parte superior)

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

" Livros a fonte do saber "


Livros cheios de histórias e contos
Que nos levam a grandes passeios
Por muitos lugares desconhecidos.

Livros são a fonte do saber
Onde muito temos a aprender
E é sempre bom e importante ter
Vários livros disponíveis para ler.


RSantos

7a. Edição Foto frase 
 Tema: Livros


sábado, 22 de janeiro de 2011

" O REENCONTRO"


João estava parado olhando para sua esposa que acabara de descer do trem que a trouxera de Londres. Estava na estação a sua espera em companhia do filho José com quem ficara após a partida de Maria.

A guerra os separara e ficaram anos se procurando. João tinha encontrado o filho uns meses depois que os alemães tomaram a Áustria e o deixou aos cuidados dos pais enquanto foi obrigado a se alistar e combater na guerra.

Anos se passaram e agora finalmente estavam novamente juntos. Maria olhava o filho agora com sete anos e seus olhos estavam cheios de lágrimas de tanta emoção e alegria. Quanto tempo viveu angustiada e só das lembranças de seu filho ainda bebê e de seu marido cujo amor permaneceu vivo esse tempo todo.

José já não era aquele bebê pequenino, havia crescido e agora era um belo menino de cabelos loiros e como se parecia com o pai. Ainda sentia seu coração apertado quando se lembrava do dia que os guardas os arrancaram do vagão do trem em que estavam e foram separando as famílias sem o menor sentimento.

João estava ali em frente a sua amada e pronto para cuidar da família, mas sabia que os tempos que passaram deixaram cicatrizes e que tinha que apagar essas marcas do passado e esquecer o que antigamente havia acontecido.

Lembrara muitas vezes dos lindos momentos que viveram juntos e de como eram felizes até que o mundo fosse assolado por essa terrível guerra.

Chegou perto da esposa e disse:
- Olá Maria como vai? Você está linda como sempre.
Maria levou a mão à boca e com seu rosto rosado, olhou para ele e respondeu:
- João, meu amor, como estou feliz de estar aqui e José como está lindo. Será que se lembra de mim? Sabem quem eu sou?

João respondeu que sim e indo ao seu encontro a beijou e saíram os três abraçados a caminho de casa. Sabiam que o tempo se encarregaria de trazer de volta os tempos em que eram felizes.

RSantos



6a. Edição Desafio
Tema: Antigamente
Imagem da NET

"Querido Diário - 2º Dia"

  

Rio, 22 de janeiro de 2011

Hoje o dia começou muito agitado. Pela manhã quase que não consegui sair para dar a minha caminhada porque a casa estava cheia de gente e sempre vinha um falar alguma coisa ou perguntar onde estava isso e aquilo e fui ficando.

Quando deu uma folga sai de fininho e fui aproveitar a manhã linda e cheia de sol para caminhar e relaxar um pouco do tumulto familiar.

Essa semana chegaram uns parentes lá do norte e ficaram hospedados aqui em casa. Imagine que não me sobrou tempo para nada. Gosto muito deles, mas não conseguia parar na frente do computador que lá vinham eles.

Não consegui adiantar nenhuma das minhas participações no projeto e como isso me deixou chateada. Até que fiquei feliz com a alteração da dada de entrega para os sábados, mas estou agora aqui tentando finalizar e correndo contra o tempo.

Já consegui postar três edições e não podia deixar de fora o meu "Querido diário". Um diário que estou amando e que sabe me entender e quando escrevo e desabafo até me sinto mais leve.
Bem vou encerrando esta edição e desejando chegar logo  a próxima para podermos conversar mais um pouco.
Até lá !!!

Beijocas mil!!!!

Rene Santos



2a. Edição Querido Diário
tema- Segundo dia  - manhã

Imagem da NET

"Carta aos inimigos"



Caros Inimigos

Já tem um tempo que não nos falamos e agora mais do que nunca não podia deixar de escrever esta carta para e lembrar de uma vez por todas que a violência, o vício e a maldade não os vão levar a lugar algum.

Todo o dia em minhas orações peço a Deus que ilumine os seus corações para que consigam enxergar a bondade, a felicidade e a alegria de viver.

Saiba que a cada dia vejo que vendem a própria alma por um pedaço de “veneno” que está destruindo e acabando com suas vidas. Quando digo isso é porque já mancharam as suas almas de sangue para se alimentarem. Tiraram vidas em troca da própria morte.

Desculpe se as palavras que aqui escrevo possam não estar agradando, mas sou uma pessoa sensível, justa, amiga, que foi educada nos princípios que primam pelo amor ao próximo, pela educação e respeito às crianças e aos mais velhos.

Como posso ficar imóvel e calada diante dessa marginalidade que usa como armas as inocentes crianças que hoje transbordam as ruas e assombram a todos?

Como posso aceitar essa violência que nos leva a sermos acometidos pelo “medo”?

Veja que vocês estão sozinhos e que todos estão unidos lutando contra o mal. Sonho com o dia que virão nos pedir perdão e então poderei agradecer a Deus por tão grande benção.

Apesar de tudo vou ficando por aqui desejando que consigam estar bem porque uma coisa tenha a certeza de que não ficarão livres do castigo que merecem por todo o mal que vem praticando.

Sem mais,

A Remetente


RSantos

6a. Edição Decodificando Cartas
Tema: Inimigos
Mensagem secreta: Peço que olhem para si e parem de praticar o mal.
Imagem da NET

" Amizade única e verdadeira"



O menino e seu cãozinho
Seu eterno companheiro
Amizade única e verdadeira
Que dura para a vida inteira.
RSantos

6a. Edição Foto Frase
Tema: Amizade

Imagem de minha autoria

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

" As fases da vida"

A criança brinca com as frutas rodeada pela natureza.
Mostra a grandeza de sua beleza e a pureza de sua alma.

A jovem enfrenta a tempestade sozinha num vasto campo verde.
A solidão que a acompanha  refelte a tristeza de seu semblante.

Um casaco nos esquenta em dias frios 
e nos enfeita em dias de festa.

A vida é linda e bela quando estamos bem acompanhados.
Amar e ser amado é um momento único
e deve ser aproveitado em sua plenitude.


RSantos
1a. Edição passatempo

Primeiro tema: criança, solidão, agasalho,acompanhado.

imagens da NET

"A MENINA E A MATERNIDADE"


Sonha com os tempos de menina
Feliz começa a andar descalça
Menina travessa sobe ao telhado
Na companhia de seu violão.

Cheia de amor no coração
Ela canta uma canção
Oferecendo ao bebê
Que nasce em seu ventre.

Admirando o Pôr do Sol
Surgem os pensamentos
Da menina de outros tempos
Que curtia seus brinquedos.

Essa menina na realidade
Descobriu o que é o amor
Mergulhou na felicidade
Chegando a maternidade.

Doce menina que encanta
Linda mulher cheia de ternura
Cheia de alegria solta o canto
E nos lábios um belo sorriso.

Mulher que é uma menina travessa
Menina que em mulher se transforma
Menina que com seu canto nos encanta
Mulher que na maternidade nos ilumina.

RSantos
ism

5a. Edição Desafio - Telhado


Foto retirada do Tumblr
Participação Projeto Palavras Mil
Ism - sem pseudônimo

"Querido Diário _ 1º dia"

  


Rio, 14 de janeiro de 2011

Começo hoje a escrever no meu querido diário. Quantos anos que deixei de escrever em um diário e agora com a iniciativa do Projeto Créativité me animei novamente, voltei a me sentir uma adolescente. 

Tudo começou quando peguei um  caderno e comecei a fazer umas colagens de figuras e recortes de revistas e jornais e aí me veio à idéia de transformá-lo no "Querido Diário".  

Finalizei tudo com o maior carinho e com a minha cara. Claro que já postei para participar da 1a.Edição Colagem e agora estou aqui escrevendo o meu primeiro dia e contando o que aconteceu e  como nasceu o meu diário.

Hoje é o último dia para postar as edições do Projeto Créativité e ainda tenho que correr muito para conseguir postar algumas edições que já estão no rascunho.  Confesso que ainda não consegui me organizar para colocar as minhas participações em dia. Os afazeres do trabalho e da casa sempre me tomam aquele tempinho tão precioso, mas o importante é estar presente naquilo que for possível e com o tempo vou chegar lá.

Bem o que tenho para contar por hoje é isso. Estou muito feliz por agora ter um diário e poder contar o que passa no meu coração, o que sinto, o que faço e quem eu sou.

Agora eu vou embora mesmo OK? Fuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii !!!!!

Rene Santos



1a. Edição Querido Diário
Primeiro tema- Primeiro dia, como conseguiu o diário e o que aconteceu

Fotos de minha autoria

" Meu caderno ... Meu Diário"

video


Preparei com muito carinho este caderno que vou usar como o " Meu Diário".


1a. Edição Colagem 

 Primeiro Tema : Capa


quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

" UM SEGREDO E UMA DECISÃO A TOMAR"


Desolada e assustada por ter encontrado meu pai aos beijos e abraços com outra mulher dentro de casa me deixou atordoada que não sabia para onde ir.

Acabara de chegar da faculdade e como sempre entrava pela garagem com a bicicleta. Hoje dois professores haviam faltado devido às fortes chuvas o que me fez chegar bem mais cedo do que o costume. Sem que ele percebesse que eu estava ali e visto a cena sai correndo na chuva e fiquei encolhida debaixo de uma árvore que havia no quintal atrás da casa.

Meus pensamentos disparavam e só conseguia pensar na minha mãe que há essa hora estava lá na Fábrica dando um duro danado, trabalhando para poder ajudar nas despesas da casa. Papai trabalhava na Usina da cidade e nunca foi de chegar a casa cedo. O que será que estaria acontecendo com o casamento deles? Porque meu pai tomou uma atitude sujeitando a família a uma vergonha dessas? Morávamos numa cidade pequena onde todos se conheciam e logo esse assunto seria fofoca no Bar do Raul.

A realidade é que eu teria que viver com esse segredo por resto da vida. Como poderia ter coragem de conviver com essa situação, de olhar para meu pai sem dar a perceber a minha indignação e revolta, de olhar para minha mãe sem que ela notasse que eu estava triste e diferente.

Precisava de um tempo para organizar os meus pensamentos e tomar as decisões certas e sem me precipitar. Não podia ficar parada ali debaixo daquela árvore esperando minha mãe chegar e me ver naquele estado. Tive a idéia de ir para a casa da minha prima que morava ali perto e em quem podia confiar. Sim dividiria esse segredo com ela e chegaria a uma solução.

A chuva começou a varrer a rua devagar, o asfalto já estava molhado e eu tinha que pegar a minha bicicleta e a capa de chuva que estavam na garagem, contudo eu estava receosa de ser vista, mas resolvi arriscar.

Chegando à minha prima fui direto para o seu quarto e lá ficamos horas conversando. Ela tentava me acalmar apesar de ter ficado chocada também. Já havia avisado a minha mãe que iria dormir lá para que não se preocupasse e com isso tinha o resto do dia e a noite toda para me refazer antes de voltar para casa.

A única decisão certa que havia tomado era arranjar algum estágio fora da cidade para poder sair de casa e lutar pela minha independência.

Assim não precisaria usar uma máscara o tempo todo e seria bom para os meus pais estarem sozinhos. Isso faria com que se dedicassem mais um ao outro onde muita coisa poderia mudar neste casamento que para mim estava no seu fim.

RSantos

5ª. Edição Gênero – Situação
"A chuva começou a varrer a rua devagar, o asfalto já estava molhado e eu tinha que pegar a minha bicicleta e a capa de chuva que estavam na garagem, contudo eu..." (A posição desse parágrafo pode ser no começo, meio ou fim)


5ª. Edição C&F 
Tema: começar com a letra "D", e terminar com a letra "M"



imagem NET

" Café com Chocolate"

                 Existe coisa mais gostosa
                 Do que saborear um café
                 Com um delicioso chocolate
                 Com sabor de menta?
RSantos



5a. Edição Foto frase - Chocolate



Aceita um cafézinho?
Fotos de minha autoria