sábado, 5 de novembro de 2011

" Momentos Difíceis "


Boquiaberto com o turbilhão de acontecimentos que surgiram Alberto já não sabia mais que rumo tomar na sua vida.

- Como vou poder me manter aqui se nem um teto vou ter para morar? começou a se questionar.

Acabara de receber uma carta judicial informando que tinha uma semana para liberar o apartamento conjugado onde residia.

Há dois anos decidiu aceitar uma oportunidade de trabalhar em Londres em uma empresa de Auditoria. Acabara de se formar em Economia e vislumbrou não só um bom emprego para crescer profissionalmente, mas também a chance de seguir sua própria vida, ir morar sozinho e tomar suas próprias decisões.

Tudo correu muito bem até o dia que foi surpreendido com a sua demissão da empresa. No início não ficou muito preocupado, pois o dinheiro que recebera de indenização lhe manteria por alguns meses.

Estava terminando um curso de especialização que tinha um custo mensal razoável, mas continuou a freqüentar para somar pontos a sua carreira.

Passou por diversas entrevistas com promessas de chamá-lo, mas o tempo foi passando e o dinheiro acabando. Vinha relutando para não ter que trabalhar em outra atividade fora do seu ramo ou até inferior e isso só veio a contribuir para o seu rombo financeiro. Chegou a um ponto incontrolável e estava prestes a pedir ajuda aos pais, mas seu orgulho impedia de fazê-lo.

Alberto se manteve firme com esse orgulho somado a uma teimosia a toda prova. Agia da maneira que achava melhor apesar dos amigos alertarem, ajudarem vendo alguns trabalhos avulsos para que conseguisse pagar suas dívidas e se manter nessa fase.

Hoje estava ali olhando pela janela, preocupado em aparecer alguém para despejá-lo. As opções que tinha eram poucas, mas eram as mais corretas nesse momento atual. Tinha que deixar o seu orgulho de lado e aceitar as ofertas de trabalhos avulsos para, pelo menos, poder pagar um quarto para morar e se manter o mais simples possível. E para acertar a sua dívida não tinha outra saída a não ser a de pedir ajuda aos seus pais.

Para Alberto era uma situação que nunca pensara enfrentar, mas aprendera que na vida não podemos ser donos da verdade e dificuldades todos estão sujeitos a passar.

Temos que saber levantar e recomeçar mesmo que para isso seja preciso lavar prato. Ouvira muito de seu pai as situações porque passara na vida e sabia que nunca esmorecera, sempre foi batalhador, guerreiro o que o levou ao sucesso como empresário.

Seu pai era o exemplo vivo para o qual nunca abrira os olhos, mas agora tinha aprendido a lição e sabia que para construir uma vida de sucesso precisava, não só de sua capacidade, mas também de sua família e de seus amigos porque sozinho não seria ninguém na vida. Ainda bem que acordou a tempo, pois se continuasse com sua teimosia e orgulho a sua vida seria um total desastre.

RSantos



19ª Edição Visual
Foto:   http://migre.me/5ZzRc
25ª Edição Começo e Fim

Temacomeçar com "B" e terminar com "e"  

Um comentário:

  1. Heein, estou fazendo outro sorteio de livro e um ipad2 no meu blog, participa?
    http://bruna-morgan.blogspot.com/2011/11/promocao-ainda-nao-te-disse-nada-de.html

    E fiz uma página no facebook, caso você tenha, há como curtir o meu blog? A opção está na coluna lá do meu blog, vou ficar MUITO feliz *o*

    ResponderExcluir